quinta-feira, julho 27, 2006

A Química

foto tirada daqui
Hoje recebi um email da SPQ em que o assunto era o choque tecnológico, as ciências exactas e o acesso ao ensino superior.
Mais especificamente a revolta estava no facto de a Química ser «praticamente varrida» das turmas escolares do 12º ano sendo substituída por Geologia, Biologia, Psicologia, etc etc.
Não posso deixar de me solidarizar com o protesto, a Química é uma ciência fundamental, dela derivam muitas outras e, embora não esteja na crista da onda, a verdade é que sem ela não poderemos sobreviver, pois, como se sabe, a nossa existência assenta na combinação harmoniosa de átomos e moléculas conducente a este conjunto a que chamamos corpo humano. Claro, a ele está associada a essência e essa versará com certeza outras áreas que não duvido serem também fundamentais.
A Química não está na moda, é um facto! Mas daí a substitui-la por essa atractiva ciência que é a Geologia, por exemplo, correremos o risco de nos transformarmos todos em matéria inerte. Sim eu sei, muitos de nós já o somos, há uma tendência para a mecanização de gestos, atitudes e modos de vida que por vezes me faz deitar as mãos à cabeça numa tentativa de a segurar receando a sua eminente queda. É a normalização!

2 comentários:

manel disse...

Não, lamento muito estar aqui a intervir sempre para discordar mas não concordo com a minha amiga, não é de normalização que se trata quando falamos de gestos, atitudes e modos de vida, é mesmo de vulgarização. Contudo tb não se me afigura que seja motivo para tanta surpresa, muito menos para deitar as mãos à cabeça, basta que atentes no panorama que por aqui se vê neste catálogo de emoções mal ensaiadas.
Nunca te aconteceu o sobressalto de pensar( quando os lês ): - Que horror ! Como é possível que seja em mãos destas que entregamos os nossos filhos para educar ??!!
No problema da Química, mais do que a dimensão pedagógica está presente a sobrevivência de gentinha incompetente que faz leis ( como diz um colega meu ) sem nunca ter posto o ' rabinho ' num estabelecimento de ensino, ou seja, a anos luz da realidade que desconhecem.

alecerosana disse...

Li com atenção o que escreveste, talvez haja aí uma ponta de razão... de facto os nossos governantes por vezes comportam-se como marionetas deixando-se manipular e influenciar.